Asma: precisamos falar sobre ela

Home / Advice / Asma: precisamos falar sobre ela
Asma: precisamos falar sobre ela

Asma: precisamos falar sobre ela

No próximo dia 7 de maio será comemorado o Dia Mundial da Asma, uma das doenças que mais provocam mortes no mundo.

Tosse seca, falta de ar, chiado e desconforto no peito são alguns dos sinais da asma, doença crônica causada pela inflamação dos brônquios. A inflamação ocasiona o fechamento das vias aéreas, dificulta a respiração do paciente e pode até levar à morte, tendo um grande impacto da qualidade de vida de pacientes e dos familiares.

De acordo com a imunologista Lorena Diniz do hospital estadual Materno Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI), “sete milhões da população brasileira sofre com asma, que chega a ser uma das doenças que mais matam, depois das cerebrovasculares e cardíacas”. Por isso, o diagnóstico e o tratamento médico adequados da doença são fundamentais. “Com o tratamento, os sintomas podem ser controlados e até mesmo desaparecerem, ao longo do tempo”, segundo a médica.

Os mais suscetíveis a crises de asma são crianças e idosos. De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Pneumologia, o DATASUS – banco de dados do Sistema Único de Saúde, ligado ao Ministério da Saúde – no Brasil ocorre, em média, 350 mil internações anuais. A asma é a terceira ou quarta causa de hospitalizações pelo SUS (2,3% do total), conforme o grupo etário considerado.

Causas e tratamento

A causa exata da asma ainda não é conhecida, mas acredita-se que fatores como a genética – histórico familiar de alergias respiratórias, asma ou rinite – e ambientais possam desencadear as crises. O tratamento deve ser indicado pelo médico, que poderá definir medicamentos para prevenir ou controlar a doença, como os corticoides ou broncodilatadores. O Sistema Único de Saúde oferece tratamento ao paciente, que deve procurar uma unidade básica de saúde, onde o profissional poderá orientar o tratamento e a prevenção de crises.

Deixe um Comentário

Seu endereço se e-mail não será publicado.